Blog de Finanças | 23 Setembro 2020

Auditoria interna como “vacina financeira” para o ‘next normal’

Auditoria interna como “vacina financeira” para o ‘next normal’

Os objetivos de uma auditoria interna variam em função dos requisitos da direção e do conselho de administração. Com esta crise económica de 2020, uma exigência prioritária destes responsáveis é identificar e avaliar as exposições ao risco. Assim como, melhorar a sua gestão e controlo. A auditoria perante a crise tem a missão de proteger e melhorar o valor das empresas proporcionando, consultoria e conhecimento baseado em riscos.

O controlo da informação financeira além de cumprir com os standards da auditoria, zela pela qualidade da informação, adiciona valor à empresa e permite um maior foco nas oportunidades de negócio. Vários estudos mostram que as empresas que gerem os riscos de forma proativa são mais competitivas a médio prazo, enquanto a valor de mercado.

Como a auditoria interna melhora as operações e reduz custos, permite a empresa obter fundos para reinvestir em novas oportunidades que definam as alterações no comportamento e preferências dos clientes no novo contexto pós-COVID.19. De este modo, apoia também o crescimento da empresa.

Atuação perante os riscos financeiros no pós-COVID-19

Hoje em dia, as empresas enfrentam o ‘next normal’ condicionado pela crise do coronavírus. O tecido empresarial assume um grau de incerteza tal, que os riscos na gestão das finanças corporativas são hoje, mais imprevisíveis que nunca.

A equipa de especialistas financeiros da Talentia, baseando-se na metodologia “The Three Lines of Defense Model”, definiu três linhas de defesa que permitem enfrentar o ‘next normal’. O objetivo é proteger e assegurar o negócio, o que é possível através da Suite Financeira da Talentia.

A auditoria interna pós-COVID-19 perfila-se como a terceira linha de defesa. Supervisiona as medidas implementadas para melhorar os processos de gestão de riscos financeiros e os sistemas de controlo interno nas primeiras linhas de defesa:

  • Gestão do risco de liquidez e controlo de fluxo de receitas e despesas com o objetivo de reativar a conta de resultados.
  • Gestão da evolução dos estados financeiros e controlo da informação financeira e recursos para assegurar o negócio em termos de valor e pessoas.

Deste modo, a auditoria interna realiza um terceiro controlo independente e objetivo que atua como vacina muito eficaz para evitar qualquer tipo de risco pós-COVID-19 na gestão financeira. Além disso, graças à digitalização dos processos acelera o fecho das contas. Isto permite ter um controlo e um suporte documental das medidas aplicadas durante o COVID-19 e no “next normal”.

Controlo de fluxos de receitas e despesas

A tensão devido ao risco de liquidez nas empresas à raiz da atual crise é um problema real e é chave ter visibilidade e conhecimento da nossa posição em matéria de liquidez em tempo real.

Há vários documentos elaborados pelos quatro grandes consultores internacionais à raiz desta crise de liquidez das empresas iniciada em março de 2020. Em todos é comum a importância da gestão de tesouraria e a optimização do circulante nesta fase crítica.

Alguns conselhos que encontramos nestes documentos são:

  • Realizar investimentos semanais atualizados de tesouraria centrados na optimização do ciclo de caixa e minimizar os requisitos de capital circulante.
  • Rever os planos de investimento e atrasa-los se for possível.
  • Otimizar a gestão do inventário e minimizar a deterioração e o consumo de caixa.
  • Priorizar fornecedores e faturas para aumentar os dias de rotação das contas a pagar.
  • Rever a estrutura de despesas. Variar os custos tecnológicos fixos adotando a cloud e o software como serviço. A subscrição do nosso plano Talentia SaaS seria um bom exemplo disso e uma forma de reduzir custos.

Também, as consultoras proporem ações para refinanciar a dívida e realizar uma análise financeira para planificar a necessidade de mais liquidez. Esta pode obter-se de financiadores alternativos, ajudas e linhas de financiamento extraordinária habilitadas devido à crise, etc.

Controlo de políticas e standards da administração da informação financeira e dos recursos

Uma atividade fundamental da auditoria interna pós-COVID-19 é avaliar adequadamente os riscos de erros materiais, considerando os impactos dos efeitos económicos da pandemia na informação financeira e na estrutura do controlo interno.

A crise provoca alterações na regulação das indústrias, modificações em políticas fiscais e ajustes nos objetivos e nas projeções financeiras. Estas afetam a consolidação financeira, a análise dos estados financeiros, o seguimento de desempenho financeiro e os orçamentos e previsões.

Por isso, há que assegurar a fiabilidade e integridade contínua da informação contabilística e financeira.

Controlo total dos riscos financeiros graças ao Talentia Accounting Review

Talentia Accounting Review é um software de gestão financeira que potencia a eficácia dos processos de gestão e o controlo interno dos riscos graças ao modelo das três linhas de defesa.

Esta ferramenta opera através de uma plataforma online segura e independente para o controlo interno da revisão contabilística. Assim, as empresas podem estandardizar o sistema de controlo interno aplicável às contas mais críticas. Com Talentia Accounting Review oferece-se um ambiente colaborativo que facilita a comunicação entre os colaboradores da àrea financeira, sejam controllers, CFO’s ou auditores internos ou externos. Isto ainda que as equipas sejam internacionais ou estejam deslocadas. Assim podem-se tomar decisões financeiras proativas, que serão necessárias nos próximos meses.

Em resumo, com esta ferramenta de auditoria, no ‘next normal’ os auditores internos podem ter uma única visão de como interagem as diferentes partes de uma organização. Também podem estender aos responsáveis das diferentes áreas a cultura de evitar de forma proativa todo tipo de riscos financeiros.