Blog de Finanças | 13 Março 2020

Reporting financeiro perfeito: Utopia ou realidade?

Reporting financeiro perfeito: Utopia ou realidade?

O reporting pode ser uma dor de cabeça. Não só para o departamento de gestão financeira, mas também para qualquer outra estrutura de uma empresa. De forma geral os relatórios são catalogados como documentos sem grande utilidade, com um peso no fluxo de trabalho diário e, uma tarefa algo tediosa sem grandes benefícios a curto prazo. Algo que atualmente ainda é comum acontecer. Mas, o que acontece relativamente ao relatório financeiro?

O relatório financeiro é um potente aliado, principalmente se está conforme relativamente aos elementos necessários e tem o foco necessário para extrair todo o seu potencial. Não só para manter uma gestão contabilística saudável, mas também para sustentar estratégias, obter benefícios tangíveis e fazer crescer a empresa. Existe o relatório financeiro perfeito? Com as ferramentas de gestão financeira apropriadas, sim.

Deve ser um complemento ao plano financeiro?

O plano financeiro por si só, não é suficiente para uma adequada gestão dos recursos. É certo que é imprescindível para definir o caminho. Não obstante, é necessário traçar os passos para alcançar os objetivos. E é necessário fazê-lo com regularidade, para garantir que todos os elementos chave do processo se estão a comportar como esperado em cada momento. Inclusivamente para detectar a necessidade de possíveis alterações na gestão financeira e, principalmente para contar com uma preciosa visão global. Não há melhor forma de realizar este tipo de avaliações periódicas que através de um relatório financeiro. Uma ferramenta de trabalho que deve contar com determinados elementos imprescindíveis. Quais são?

A gestão financeira deve ser suportada em antecedentes

Por isso é fundamental que o relatório financeiro conte com informação prévia relacionada com a análise financeira. Seja a já existente em relatórios anteriores ou a que possa estar disponível em outras fontes relevantes.

Isto é aplicável tanto a empresas recentes como aquelas com mais histórico. No primeiro caso, o relatório financeiro deverá refletir o estado de contas inicial, ou ponto de partida. No segundo caso, deve permitir recuar, como mínimo à situação financeira do último trimestre.

Outros elementos essenciais do relatório financeiro

Adicionalmente ao anterior, para ser válido e útil, o relatório deve refletir com toda a exatidão possível os inputs de informação mínimos para uma determinada análise financeira num momento pontual. Neste campo entram aquelas atividades que geram os proveitos, as despesas, as vendas e os investimentos.

Também, é necessário dispor de informação válida acerca dos fluxo de dinheiro disponível, as faturas pendentes de pagamento e as dívidas, os produtos em stock e mesmo as matérias primas, caso aplique. Se a empresa dispõe de investimentos em imóveis, maquinaria, veículos ou similares também devem constar do relatório financeiro.

A análise é primordial

Tal como sucede com o plano financeiro, o relatório financeiro não se pode limitar à exposição de dados e valores. Para dar um passo mais é necessário extrair conclusões de ambos. Para tal, é necessário que se estabeleça uma relação constante entre ganhos e perdas, assim como um estudo dos movimentos de operações de saída e entrada de capital vinculados à gestão financeira.

O reporting financeiro deve ser transparente e inteligível

Uma vez recolhida toda a informação e realizadas todas as análises pertinentes é importante que se apresentam da forma mais clara possível. Para que a sua leitura possa oferecer a informação mais importante de forma rápida e efetiva. Recomenda-se que, para a elaboração e apresentação dos relatórios financeiros se utilizem ferramentas que permitam a gestão integral de toda a cadeia de valor financeiro da empresa. Talentia Financial Performance pode ser a alternativa ideal para conseguir elaborar esse relatório financeiro perfeito. e ser a alternativa ideal para conseguir elaborar um esse relatório financeiro perfeito.

 

Siga-nos no LinkedIn